Confira um comparativo de ultracongelamento industrial

Túneis x Espiral: confira um comparativo entre as tecnologias de ultracongelamento industrial

  • Home
  • Empreendedorismo
  • Túneis x Espiral: confira um comparativo entre as tecnologias de ultracongelamento industrial
ultracongelamento industrial

O ramo alimentício é um dos grandes pilares da economia global e esse mercado apresenta um alto nível de competitividade na busca de influência e por consumidores. Diante desse cenário, os estabelecimentos que se sobressaem contam com diferenciais como a utilização de equipamentos de ultracongelamento industrial para otimizar o processo de armazenamento dos alimentos.

A tecnologia de ultracongelamento industrial pode ser feita por túneis automáticos, túneis estáticos ou espirais de congelamento. Os sistemas mais utilizados nas indústrias de pequeno e médio porte são os túneis estáticos e os sistemas espirais, nos quais daremos ênfase. Mas você sabe a diferença entre esses equipamentos? E as suas similaridades e aplicações? Então continue neste post e saiba mais sobre esse assunto.

Aplicações do sistema de ultracongelamento industrial

O sistema de ultracongelamento, tanto por túnel estático quanto por espiral, tem várias aplicações em comum, e as principais são para o resfriamento ou congelamento de produtos como:

  • cortes suínos, bovinos e de aves em geral;
  • proteínas animais;
  • pescados;
  • carnes processadas;
  • pães;
  • salgados e massas;
  • tubérculos;

Similaridades entre o sistema de túnel estático e espiral

Existem vários pontos de similaridade entre a tecnologia de ultracongelamento por túnel estático e a de espiral. Um deles é o fato de que os dois sistemas tem a temperatura de resfriamento que gira em torno de -35°C a -40°C, quando utilizado o sistema de congelamento por convecção.

Além disso, os dois equipamentos utilizam a técnica de remoção rápida do calor dos produtos para que haja o resfriamento no núcleo a 0°C ou o seu ultracongelamento a -18°C.

Há também outras características que ambos sistemas têm, por exemplo:

  • alta produtividade quando são dimensionados corretamente;
  • mecânica e consumo energético eficiente;
  • evitam que haja a formação de macrocristais de gelo nos alimentos;
  • são de fácil higienização (alguns fabricantes já oferecem esse processo automatizado);
  • necessitam de degelo a cada 4 horas ou de acordo com a operação dos produtos;
  • demandam pontos de esgoto para a higienização das suas partes internas e também para a drenagem do degelo;
  • precisam de um alto nivelamento do piso;
  • necessitam de infraestrutura para a instalação da Unidade Condensadora Remota;
  • para realizar a manipulação de produtos abaixo de 18°C, os operadores precisam usar corretamente os uniformes e os EPIs recomendados, além da área estar climatizada;
  • antes de instalar esses sistemas, a área precisa ser preparada de acordo com as normas sanitárias impostas pela ANVISA;
  • há possibilidade de utilizar o monitoramento remoto com a contratação de uma empresa especializada nesse serviço.

Diferenças entre os sistemas de túnel e espiral

Ultracongelamento industrial por túnel estático

A tecnologia de ultracongelamento por túnel estático tem menor automação, mas, por outro lado, é um sistema com o manuseio maior, permitindo que os operadores coloquem os alimentos nas bandejas, abasteçam o carro para levar ao túnel e retire-os no fim do processo.

Além disso, o ultracongelamento industrial por túnel estático possui outros aspectos, como o fato de:

  • ser um sistema horizontal: a instalação desse aparato demanda uma área maior, quando considerado o espaço para movimentação e espera dos carros de transporte.
  • pode ser colocado paralelamente ao outro: ou seja, um túnel localizado ao lado do outro;
  • ser abastecido manualmente: como esse abastecimento é feito por carros, será preciso uma quantidade considerável desse acessório, de assadeiras e também de colaboradores que, aumentando os custos com mão de obra;
  • em alguns casos pode precisar de uma antecâmara e de uma câmera de embalagem: basicamente, são áreas que fecham o túnel, evitando, com isso,  a perda de temperatura;
  •  possibilitar a perda de temperatura: essa perda pode ser considerável caso o operador fique muito tempo com a porta do equipamento aberta.

Por fim, as maiores diferenças que o ultracongelamento por túnel estático possui em relação ao ultracongelamento por espiral é o fato de que ele é um sistema produtivo e mais acessível. Dessa forma, demanda um menor investimento.

A outra diferença é em relação a grande diversidade de produtos que podem ser ultracongelados em um mesmo equipamento. Assim, não é preciso investir em mais equipamentos ou ter que destinar um túnel para apenas um tipo de produto.

Ultracongelamento industrial por espiral

O ultracongelador por espiral é um equipamento que conta com uma esteira na qual o alimento será colocado e, logo após isso, percorrerá o interior da câmara, que tem um formato helicoidal.

Além do mais, esse sistema conta com uma grande automação, junto com um número maior de recursos disponíveis. Isso, portanto, dispensa a necessidade de manipulação manual e a utilização de veículos de transportes, já que ele é feito através da esteira que liga desde a entrada até a saída da máquina.

Outras características

As outras características que diferenciam ainda mais esse modelo de espiral com o modelo de túnel estático estão relacionadas ao fato do primeiro:

  • ser um sistema vertical;
  • possuir a expansão vertical e paralela;
  • ser um equipamento compacto: ele ocupa uma área muito menor quando comparado aos outros equipamentos com a mesma função;
  • eliminar os custos com acessórios e com os demais itens relacionados ao transporte;
  • eliminar os custos com assadeiras: isso é possível porque a esteira possui as suas próprias assadeiras;
  • reduzir os custos de mão de obra: pelo fato de que o sistema automatizado demanda menos operadores;
  • dispensar o uso de antecâmara e da câmara de embalagem: a embalagem é feita por uma embaladora própria que é adquirida separadamente da máquina de espiral;
  • diminuir a possibilidade de perda de temperatura: isso acontece pois não há abertura e o fechamento de portas;
  • possibilitar grandes produções de um único produto específico: neste caso, será preciso destinar o equipamento para apenas um produto;
  • necessitar de higienização antes de utilizar outro produto diferente;
  • possuir restrições: a restrição se aplica a produtos cremosos, pegajosos, pastosos e a demais embalagens que são mais altas que a distância entre as os níveis;

Dessa forma, é possível perceber que o ultracongelador por espiral demanda um investimento inicial mais alto, mas possui um maior retorno em relação às economias geradas.

Ultracongelamento industrial por nitrogênio

O ultracongelamento por nitrogênio pode ser utilizado tanto em túneis estáticos quanto em espirais de congelamento, contudo, ele é utilizado em casos específicos tanto por operar em temperaturas de, aproximadamente, -80°C quanto por ter um alto custo. O custo médio é de R$ 0,70 a cada quilo de produto, enquanto nos outros dois sistemas são gastos apenas R$ 0,12, podendo variar conforme o tipo de produto congelado.

Conclusão

Será sempre muito importante contar com o auxílio de um profissional capacitado para o dimensionamento e indicação de qual sistema será o mais apropriado para determinado processo de ultracongelamento. Isso porque você deve avaliar o tipo de produto, o local e o grau de automatização dentre outros aspectos. Ambos equipamentos possuem seus prós e contras. Assim, uma boa escolha associada a um bom dimensionamento garantirá a eficiência do processo e a qualidade dos produtos ultracongelados.

Agora que você já conhece as diferenças entre os dois modelos, acesse nosso site e escolha aquele que mais se adapta a sua necessidade.

Deixe um comentário