Como reforçar a higiene nos estabelecimentos de food service

Atualmente, tem-se falado, mais do que nunca, em higienização, principalmente das mãos. Nos restaurantes essa preocupação já é rotina, mas agora demanda-se ainda mais atenção. Esse cuidado vai além das mãos e é voltado, especialmente, para a segurança alimentar.

Se você já é experiente na área você já sabe, mas vale relembrar: o cliente vai ao estabelecimento para comer algo saboroso e que faça bem, antes, durante e depois da experiência gastronômica.

Hoje, vamos falar sobre algumas medidas para assegurar a proteção dos clientes e colaboradores contra micro-organismos ruins.

Primeiramente, o básico: higienizar as mãos

Água e sabão

Lavar as mãos é a maneira mais efetiva de se livrar dos vírus e bactérias, uma tarefa simples e que demanda pouquíssimo tempo, porém, algumas pessoas não sabem a maneira correta de se fazer e pior, outras poucas não fazem!

A água e o sabão bactericida devem estar sempre presentes na rotina dos colaboradores dessa área e, na hora de usá-los, deve-se cobrir toda a superfície das mãos, a palma, a parte de trás, a base e a ponta dos dedos, o polegar e as unhas, higienizando-as por 20 segundos, como indicado abaixo:

Você também pode fazer o download dessa imagem, como cartaz, para poder fixar em seu estabelecimento e auxiliar na promoção de uma higiene correta. É só clicar aqui!

Álcool em gel

O álcool 70% possui a concentração adequada para o efeito bactericida, porque a presença da água facilita a entrada do álcool ao micro-organismo, o que faz com que haja desnaturação das proteínas do micro-organismo e este se desfaça. Logo, ele é uma ótima proteção contra bactérias, fungos e vírus.

Nesse caso, o álcool líquido tem menos eficácia que o álcool em gel, visto que ele tem um fator de evaporação maior e, logo, menos fixação na pele.

É importante falar também que o uso do álcool em gel serve como substituto temporário da higienização com água e sabão, a função dele é manter você protegido quando estiver distante de um local onde possa lavar suas mãos. Mas atenção, só ele não é o suficiente, use água e sabão sempre que puder.

Notícias falsas

Rodam pela internet diversas receitas de álcool em gel caseiro e de outros produtos que, em tese, poderiam ser usados no lugar de água e sabão ou do álcool em gel normal. Porém, todas são notícias falsas e perigosas de se seguir. Nada de preparações caseiras nem de vinagre, ok? Use a tríplice: água e sabão, álcool normal 70% e álcool em gel 70%.

Higienizar o local de trabalho

É importante que todas as superfícies de contato, principalmente aquelas usadas para a preparação dos alimentos, sejam, com constância, devidamente higienizadas com o álcool 70%, líquido ou em gel. O motivo é o mesmo das mãos, são locais de frequente contato e que, com algum descuido, podem ficar contaminados e levar a contaminação ao prato.

Oriente seus colaboradores a sempre higienizar as superfícies com esses produtos e, em curtos intervalos de tempo, lavarem suas mãos ou usarem o álcool em gel para isso. Se for necessário o racionamento de álcool em gel, o recomendado é que seja imposto um cronograma de higienização, com alarmes a cada 15 minutos, que indicam quando os colaboradores devem lavar as mãos, e com maiores intervalos de tempo para outras tarefas, como a sanitização das mesas, cadeiras, maçanetas etc. Assim, você e sua equipe usarão recursos mais baratos e até mais eficazes: a água, o sabão e o álcool líquido.

Usar equipamentos adequados

Para assegurar a segurança alimentar pode-se implementar o uso de alguns equipamentos que, entre uma abundância de outras vantagens, vão reduzir a necessidade de interferência humana e ajudar na preparação e conservação correta dos alimentos.

Lava-louças

Uma lava-louças potente dispensará boa parte da interferência humana para a lavagem dos pratos, copos, talheres e utensílios, sendo necessário apenas colocar os objetos no equipamento, programar a lavagem e retirar os objetos depois, sanitizados.

É de suma importância, também, que a lava-louças escolhida faça essa higienização à alta temperatura, para eliminar não só a sujeira, como boa parte dos micro-organismos também.

Ultracongeladores

Estes são grandes aliados que vão auxiliar na melhor opção de conservação dos produtos.

Em freezers e congeladores, ocorre o congelamento normal, que é feito de forma mais branda, em um tempo maior. Diferente destes, os ultracongeladores fazem esse congelamento de forma ultrarrápida e interrompem, quase que imediatamente, o crescimento bacteriano e as reações químicas dos alimentos, o que os tornam grandes aliados na garantia da segurança alimentar e qualidade dos produtos disponibilizados ao consumidor final.

Fornos combinados

Os fornos combinados dão à cozinha a possibilidade de se preparar quase todas as partes da refeição em um só equipamento, o que permite que a preparação seja feita por menos colaboradores, com menos interferência e facilita a administração da higiene, por terem menos pessoas na cozinha.

Como você viu, a higiene é algo primordial e que sempre pode ser aprimorada para prover cada vez mais segurança alimentar e microbiana para o estabelecimento de food service. Implemente essas dicas simples em seu negócio e sinta a diferença!

O que achou do conteúdo? Se ele foi útil para você e você tem interesse em ficar por dentro das melhores soluções para o seu negócio, assine nossa newsletter e nos siga nas redes sociais!

Facebook Comments

Deixe um comentário