fbpx

Tendências no food service: as 6 principais que você deve acompanhar

  • Home
  • Gastronomia
  • Tendências no food service: as 6 principais que você deve acompanhar

Novidades em sabores, aromas, temperos, experiências, serviços… É assim o ramo da gastronomia: a reinvenção está sempre presente! E no mercado de food service não é diferente. Empreendedores estão sempre buscando novidades para atrair novos clientes e fidelizar cada vez mais os frequentadores antigos.

Se você é um empreendedor inovador, este post é para você! Separamos aqui as principais tendências de food service para se investir em 2019 e também nos próximos anos! Aproveite as dicas e bons negócios!

O que esperar do mercado de food service para os próximos anos?

As expectativas são excelentes e os números podem comprovar isso. Dentro do setor alimentício, o mercado de alimentação fora de casa movimenta uma grande fatia e desponta como um nicho que continua crescendo mesmo em tempos de crise financeira.

O faturamento da indústria alimentícia aumentou mais de 85% entre os anos de 2010 e 2016. Desse total, 12% diz respeito ao hábito de se alimentar fora do lar. Cerca de 56% da população brasileira consome alimentos/refeições fora de casa. Esse público está na faixa etária entre 18 e 49 anos de idade.

Novos perfis de clientes 

Para os próximos anos, podemos esperar para o mercado de food service ainda mais crescimento. Umas das explicações para essa prosperidade do setor é o aumento da densidade demográfica e o estilo de vida corrido e agitado das grandes cidades.

Além disso, as pessoas tendem a buscar novas experiências gastronômicas. E nesse quesito há um público consumidor que busca por serviços e produtos diferenciados, como alimentos artesanais, orgânicos e frescos. E há também os que optam por refeições que atendam às suas restrições alimentares.

É importante salientar aqui que esse tipo de consumidor está plenamente disposto a pagar por um atendimento específico e qualificado.

6 tendências em food service

Agora que estamos cientes da perspectiva de expansão do mercado de alimentação fora de casa, vamos falar sobre quais são as 6 tendências mais fortes para se investir.

1. Redução do consumo de carne 

Em nossa sociedade contemporânea, há um movimento forte e crescente de alimentação saudável. É crescente o número de pessoas que buscam melhorar a saúde e a qualidade de vida por meio de produtos mais nutritivos e funcionais.

Nessa onda, um público consumidor vem se despontando e chamando a atenção dos investidores: as pessoas vegetarianas e as veganas. Respectivamente, esses grupos não consomem carne e qualquer produto de origem animal (incluindo leite e derivados, ovos e couro, por exemplo).

O empreendedor que quiser atender esse perfil de clientela deve incrementar o cardápio com opções de refeições que sigam esse padrão.

2. Gastronomia sustentável

A tendência da gastronomia sustentável está intimamente relacionada à busca por uma alimentação saudável. Investir em ingredientes selecionados, mais frescos e orgânicos vai agregar ainda mais valor ao seu negócio.

Como um diferencial, alguns estabelecimentos têm optado por produzir alguns itens no próprio local, em vez de aderir às marcas industrializadas. Outros têm centrado esforços em manter uma pequena horta para apostar em preparos mais intimistas, que revelem a identidade do estabelecimento. 

3. Experiência do cliente em foco

Sabe aquele cliente que sempre volta ao restaurante e ainda traz a família e os amigos? É exatamente essa fidelização que o empreendedor deve buscar!

A tendência em investir na experiência do cliente tem se mostrado a “chave mestra” para garantir clientes fidelizados. Para isso, é preciso primar por atendimento de qualidade, refeições saborosas, instalações com bom acabamento, mobiliário confortável e uso de ferramentas tecnológicas para melhorar a experiência.

Atitudes dessa natureza ajudam a melhorar a identidade do negócio.

4. Delivery

O delivery se confirma como uma fortíssima tendência de food service para os próximos anos — e por muitos anos. Isso devido à possibilidade de receber em mãos a refeição pronta em casa ou no local de trabalho, sem a necessidade de deslocamento, o que facilitou demais a vida corrida das pessoas. A oportunidade de experimentar pratos diversos no conforto do lar seduz muitos consumidores. 

Outra vantagem é que a entrega em domicílio permite ao cliente fugir das filas e planejar com exatidão o valor gasto na refeição. Com o advento das tecnologias, abriu-se um leque de possibilidades para fazer os pedidos: pelo telefone, por mensagem via WhatsApp, por aplicativo de celular, pelo site etc.

Na hora de investir nessa modalidade de serviço, é muito importante o investidor primar por algumas questões:

  • qualidade dos alimentos e ingredientes; 
  • apresentação das refeições;
  • seleção das embalagens;
  • pontualidade da entrega.  

Dito isso, vida longa ao delivery!

5. Automatização do atendimento

A tendência da automatização se aplica mais à gestão do negócio. E uma boa administração pode render tanto a satisfação do cliente quanto uma maior lucratividade.

A automatização pode ser implementada de várias maneiras. Um exemplo é o uso de dispositivos eletrônicos para anotar os pedidos, o que facilita o trabalho do garçom. Também está em alta o cardápio eletrônico ou digital, disponibilizado nas mesas em um tablet. Esse recurso visa a oferecer uma melhor experiência ao cliente. 

6. Jornadas dinâmicas

Outra tendência forte no setor são as chamadas experiências dinâmicas. Elas se referem ao consumo de alimentos de forma itinerante, fora de um ponto físico de comércio. Os food trucks são os melhores exemplos de jornadas dinâmicas. Restaurantes podem aderir à ideia e investir em ações temporárias em feiras e eventos gastronômicos.

O uso das mídias em experiências com food service

Hoje em dia, as redes sociais e o WhatsApp fazem parte da rotina do dia a dia da maioria das pessoas, e muitos hábitos de consumo têm passado antes por esses canais de comunicação. Eles influenciam fortemente nossas ações e escolhas.

Usar a tecnologia e as mídias sociais no mercado de food service é uma tendência que nenhum empreendedor pode negligenciar. E o leque de opções é enorme. Pode-se investir em redes sociais para divulgação da marca e dos produtos, como citado acima, em aplicativos de delivery, em software de gestão etc.

Como você viu, entre tantas tendências de food service, há muitas possibilidades de investimento. Portanto, leve sempre em consideração o perfil do seu negócio na hora de escolher as ações e os investimentos.

Você já utiliza alguma das tendências citadas no post? Deixe aqui o seu comentário e conte um pouco da sua experiência!

Facebook Comments

Deixe um comentário