Comidas em bowls: o novo conceito de alimentação fora do lar

  • Home
  • Gastronomia
  • Comidas em bowls: o novo conceito de alimentação fora do lar

A mais nova tendência no food service é servir várias comidas em bowls, que são as conhecidas tigelas ou cumbucas. Você já deve ter utilizado esse tipo de vasilhame para saborear uma bela sopa ou um creme de açaí. A novidade está na adoção do bowl para qualquer tipo de alimento.

Neste artigo, você vai entender melhor por que seguir essa tendência, de onde ela surgiu e quais são os tipos de alimentos que podem ser servidos dessa forma. Ao final, daremos dicas para oferecer uma alimentação mais saudável para seus clientes, com a ajuda dos bowls. Acompanhe!

De onde veio a inspiração?

As comidas em bowls são uma tradição antiga dos países orientais, tais como a China e a Coreia do Sul. Inclusive, um jantar tradicional sul-coreano é servido em uma única tigela, para que todos partilhem do mesmo alimento.

No Brasil e em outros países ocidentais, os bowls já eram utilizados em algumas refeições, tais como no preparo de iogurte e cereais no café da manhã. Agora, é possível oferecer refeições completas nesses recipientes, com apresentações das mais variadas.

Por que servir comidas em bowls?

Como gestor de restaurante, você já deve saber que cada detalhe é importante para o cliente. As comidas em bowls são mais práticas de serem consumidas, além de gerarem belas apresentações e proporcionar uma experiência diferenciada aos visitantes. Confira os detalhes desses benefícios, a seguir.

Mais praticidade

Vivemos em uma era de muita agitação e pressa, na qual as pessoas se esforçam para realizar um grande volume de tarefas em pouco tempo. As pausas para comer são cada vez mais corridas e qualquer economia, de alguns minutos, faz uma diferença enorme no dia.

As comidas servidas em tigelas são fracionadas de forma a dispensar o uso de faca. Com isso, ela pode ser consumida apenas com o auxílio de uma colher ou de hashis. Além disso, o formato do recipiente facilita o consumo em pé ou em movimento. Se os vasilhames forem descartáveis ou retornáveis, o cliente pode comer a caminho de um compromisso.

Apresentação mais atraente

Por terem um diâmetro menor que o dos pratos tradicionais, os bowls demandam uma criatividade diferente dos cozinheiros na apresentação de seus preparos. O resultado são refeições mais coloridas e vistosas que atraem os consumidores e os instigam a provar. São apresentações que abrem o apetite.

Experiência diferenciada

Outro fator importante do ponto de vista de negócio é que as comidas em bowls são diferentes do que temos habitualmente nos restaurantes brasileiros. Isso pode ser explorado como diferencial, frente aos concorrentes.

Mesmo pratos tradicionais, como a feijoada ou a galinhada, por exemplo, podem ser servidos em tigelas e proporcionar um novo tipo de experiência aos clientes. O que melhora a percepção deles em relação ao local e gera fidelização.

O que é possível oferecer aos clientes?

Em resumo, qualquer tipo de alimento fracionável pode ser servido em bowls. Em relação ao mercado, o que mais tem sido feito são as opções descritas abaixo.

Sopas e caldos

As sopas, os cremes e os caldos são mais tradicionais. Por se tratar de alimentos mais líquidos, o formato da tigela favorece o consumo, mantendo o calor por mais tempo. Além disso, a finalização com folhas ou croutons é um charme à parte.

Powered by Rock Convert

Doces e sobremesas

Os doces e as sobremesas cremosas também fazem parte do grupo de alimentos que já são consumidos em bowls por aqui. Nesse quesito, temos o sorvete, açaí, mousse, produtos de confeitaria fina e vários outros. 

Poke

O poke é um prato típico do Havaí que leva peixe cru em cubos e vários tipos de acompanhamento. Muitas pessoas o conhecem pelo nome de temaki na tigela, visto que a sua base é bastante parecida em relação aos ingredientes.

Trata-se de uma refeição completa e bastante rica em nutrientes. Também é um prato saudável, ótimo para o público adepto de uma alimentação mais leve e natural.

Receitas orientais

Muitas receitas orientais são, tradicionalmente, servidas em bowls. Um exemplo muito conhecido são os lamens. Eles são feitos com um tipo especial de macarrão, acompanhado de legumes e proteínas. O mais famoso deles é o yakisoba. O frango-xadrez também é uma ótima opção para ser servida em tigelas.

Saladas

Para aproveitar suas tendências juntas, você pode investir nas saladas em bowls. Essa alternativa atende muito bem aos adeptos dos alimentos saudáveis, já que qualquer tipo de salada pode ser feito nesse formato.

Uma maneira de agregar ainda mais valor aos pratos é oferecer o serviço de montagem na hora, no qual os clientes escolhem os ingredientes e assistem ao preparo. É uma nova experiência que conta de forma bastante positiva.

Como oferecer uma alimentação saudável fora de casa?

Muitas pessoas têm a dificuldade em manter a ingestão adequada de nutrientes por causa da correria do dia a dia. Afinal, é preciso fazer um certo esforço para vencer as tentações e fazer uma alimentação saudável fora de casa. Do ponto de vista de negócio, essa é uma excelente oportunidade para conquistar novos clientes e fortalecer sua marca no mercado. 

Os principais cuidados a serem tomados são com a qualidade e procedência dos ingredientes e com a criação de opções nutricionalmente mais completas. Lembre-se também de pensar em alternativas para quem segue dietas restritivas, como as sem glúten, lactose ou pobres em gorduras.

Os clientes podem fazer suas refeições no local ou levar para comer onde desejarem. Opções prontas em tigelas descartáveis facilitam a compra e flexibilizam a vida do consumidor, que passa a contar com uma forma mais prática de se manter saudável.

As comidas em bowls são mais do que uma febre do momento. Os benefícios de servir as refeições nesse formato mostram que existem grandes chances de essa tendência se firmar por muito tempo no mercado brasileiro. É um investimento que traz retorno financeiro e ainda aumenta e fideliza sua base de clientes. 

Gostou de conhecer essa novidade do mercado de food service? Que tal implementar essa ideia em seu restaurante? Confira, neste outro artigo, como montar uma equipe de cozinha eficiente, para enfrentar esse novo desafio!

Powered by Rock Convert

Facebook Comments

Deixe um comentário