Saiba qual é o tamanho de forno ideal para sua padaria

Você que está pensando em profissionalizar a sua produção e montar uma padaria, já analisou qual seria o tamanho de forno ideal? A resposta para essa pergunta vai depender de uma série de fatores. Ignorá-los é o mesmo que jogar dinheiro fora e prejudicar as chances de crescimento do seu negócio.

O forno faz parte do investimento primário de uma padaria. Ou seja, sem esse equipamento é impossível trabalhar. Agora, imagine errar em uma escolha tão importante? 

Mas não precisa se preocupar! Trouxemos dicas valiosas para que você possa escolher não apenas o tamanho correto, mas também o tipo de forno ideal para o seu estabelecimento. Veja quais são os aspectos mais relevantes e os problemas que podem ser evitados ao seguir essas orientações!

Quais aspectos definem o tamanho de forno ideal?

Não há como pensar no tamanho do forno sem levar em consideração o seu tipo. Outro ponto a se destacar é que, em grande parte dos casos, apenas um tipo de forno não é suficiente, quando o assunto é uma linha de produção profissional.

Veja quais são os aspectos que você deve observar para definir bem os modelos e tamanhos de fornos que utilizará em sua padaria.

Tipo de produto

Cada item tem uma maneira particular de preparo. No setor de panificação, todos os tipos de produtos fabricados dependem do forno, e os tipos de processos pelos quais eles passam variam bastante.

Por isso, é importante entender bem qual será o mix de produtos oferecidos e como cada um deles deve ser produzido. Bolos são assados de uma forma, pães franceses de outra, pães doces de outra, tortas de outra e assim sucessivamente. Reúna a lista completa e veja quais são os tipos de fornos que melhor atendem a essas demandas.

Volume de produção

O volume de produção de uma padaria é bem diferente de uma linha de fabricação caseira. É bastante comum ver empreendedores que começam fabricando alguns bolos e roscas, colocando-os em uma cesta e saindo para vender de porta em porta. Um pouco mais de volume pode ser demandado por pedidos em redes sociais, mas ainda é algo limitado.

Quando a ideia é partir para uma produção profissional, a história é outra. É importante conseguir atender demandas maiores e mais recorrentes e o estabelecimento precisa estar preparado para dar conta do recado.

Se você já tem um forno e está pensando que essas dicas só valem para quem está começando, muito cuidado para não se enganar. É fundamental avaliar o momento certo de realizar a troca dos equipamentos por modelos e marcas mais modernos, bem como adquirir novos itens para permitir a expansão do seu negócio. Muitos empreendimentos acabam ficando estagnados por limitações dessa natureza.

Tipo de forno

Quem nunca precisou ou teve contato com uma linha de produção profissional normalmente imagina o forno como um equipamento único. No entanto, o mercado oferece diferentes modelos, cada um mais adequado para um tipo de produto.

Os fornos de lastro com câmaras modulares independentes, por exemplo, são muito úteis para os estabelecimentos que contam com uma variedade de receitas que precisem ser assadas simultaneamente e, principalmente, para as massas artesanais e confeitaria fina. Ele confere cascas crocantes, cores perfeitas e interior bem macio. 

Já os fornos turbo são excelentes para linha de produtos em geral, mas com destaque para itens de maior demanda e volume, já que permitem assadeiras sobrepostas dentro de uma única câmara e são mais compactos. Eles verticalizam a produção.

Novamente, é o mix de produtos que vai determinar os tipos de fornos necessários.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Qualidade esperada como resultado

Cada forno é elaborado para proporcionar um resultado específico. Nesse ponto, o que mais importa é saber o que os clientes esperam dos seus produtos. A escolha do forno utilizado para assar suas criações pode ser o diferencial da sua receita em relação aos concorrentes. 

Quando o assunto é experiência do consumidor, cada detalhe é fundamental. A maciez de um pão de hambúrguer, a crocância da massa de uma torta de limão, a cor dourada de uma fornada de pão francês. Cada elemento pode ser explorado para entregar produtos com maior qualidade e aceitação do público.

Dimensões das assadeiras

No Brasil, usa-se muito ainda assadeiras padrão 58 x 70 centímetros, quando rende-se mais utilizar o padrão 60 x 80 ou metade (40 x 60). Essas dimensões comportam mais produtos internamente e permitem maior flexibilidade de uso em todos os fornos.

Também é importante a troca esporádica de todo o conjunto de assadeiras da padaria em função do tempo de vida útil e sujidade. Isso é fundamental para a segurança alimentar, maior produtividade e também para a imagem do negócio.

Quais são os impactos de escolher um equipamento inadequado?

A escolha certa dos equipamentos em uma padaria proporciona agilidade e qualidade, mas a escolha errada causa tantos problemas assim? A resposta é sim.

Listamos 4 situações prejudiciais ao negócio que podem ser ocasionadas por fornos inadequados ou de má qualidade. Confira.

Produtos de baixa qualidade

O primeiro problema é também o mais fácil de imaginar. Você pode contar com os melhores ingredientes, receitas tradicionais e profissionais altamente capacitados atuando em sua área de produção. Se o forno não tem um bom desempenho, se ele não oferece as condições ideais para o cocção da massa, seus produtos nunca atingirão a qualidade superior esperada pelo cliente.

Limitações na capacidade de produção

O gargalo mais relevante em uma linha de produção panificadora é o forno. É com base na quantidade e capacidade deles que se descobre o limite máximo de produção. 

Nesse aspecto, tanto o tamanho quanto a robustez influenciam no levantamento dessa capacidade produtiva. Fornos subdimensionados fazem com que se aumente o tempo necessário para obter o mesmo volume de produção, gerando horas-extras e mais desgaste na equipe.

É preciso saber se ele foi fabricado para trabalhar em regime contínuo, por tantas horas seguidas, e qual é a sua vida útil. Equipamentos fabricados em materiais de baixa resistência terminam até sendo sucateados em pouco tempo.

Aumento nos custos

Fornos de baixa qualidade acabam gastando mais energia e gás na produção de cada fornada. Eles podem pecar no controle da temperatura ou contar com um sistema ineficiente de vedação do calor, que escapa de seu interior, demandando aumento na fonte de energia e, consequentemente, nos custos da produção.

Piora nas condições do ambiente de trabalho

Outro problema causado pela falta de isolação térmica adequada é que o calor que escapa do interior do forno aumenta a temperatura do ambiente como um todo. Com isso, as condições de trabalho ficam prejudicadas e as massas começam a fermentar antes do desejado.  

Assistência técnica dificultada

Mesmo que o equipamento em si seja excelente, se ele for importado pode haver entraves futuros. O preço de peças para reposição são mais caros, a rotina de manutenções é menos intensa e a assistência de um profissional capacitado pode levar mais tempo para chegar. 

Como você pôde ver, o tamanho de forno ideal para a sua padaria vai depender de vários fatores. É preciso avaliar cada detalhe com bastante cuidado e contar com um fornecedor que atue como parceiro do seu negócio. Seguindo estas dicas, o seu estabelecimento contará com os melhores equipamentos do mercado.

Aproveitando este momento, que tal conhecer as opções da Prática? Aqui você conta com Centros Técnicos, várias filiais pelo Brasil, concessionárias e espaços exclusivos para parceiros. Conte com toda a nossa experiência a favor do seu negócio. Entre em contato agora mesmo!

Fornos de PanificaçãoPowered by Rock Convert

Facebook Comments

Blog Comments
Avatar
Responder

Elaine Vieira da Silva

Quanto está custando um forno turbo com 10 assadeiras

Prática

Olá Elaine, tudo joia? Você pode nos contatar no e-mail sac@praticabr.com ou no whatsApp 35 3449-1213 . Aguardamos seu retorno =)

Deixe um comentário