Você sabe quando e como começar uma franquia? Saiba tudo aqui!

Powered by Rock Convert

O investimento em franquias tem crescido muito no Brasil, especialmente por ser um mercado de alto faturamento e boa estabilidade. De acordo com uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), no último trimestre do ano passado o setor cresceu mais de 8% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Com esse cenário animador, este post é uma espécie de miniguia, com dicas valiosas sobre o que é necessário para expandir o seu estabelecimento, qual é o momento certo e como fazer isso. Ficou interessado em saber como começar uma franquia? Continue a leitura e confira!

Entenda o que é uma franquia

De maneira bem resumida, entende-se por franquia o modelo de negócio que resulta da concessão do direito de uso, dada pelo proprietário da marca (franqueador) ao investidor (franqueado) com o objetivo de que essa marca seja replicada em diversos locais, por meio de um formato reconhecido e bem-sucedido.

A principal característica das franquias é que os processos e produtos são padronizados. Elas abarcam vários segmentos de mercado, o qual pode ser uma marca, um produto, um serviço e até mesmo um conceito.

No Brasil, a Lei de Franquias nº 8.955/94 é que regulamenta o segmento. O Artigo 2º define o franchising como:

“o sistema pelo qual um franqueador cede ao franqueado o direito de uso de marca ou patente, associado ao direito de distribuição exclusiva ou semi-exclusiva de produtos ou serviços e, eventualmente, também ao direito de uso de tecnologia de implantação e administração de negócio ou sistema operacional desenvolvidos ou detidos pelo franqueador, mediante remuneração direta ou indireta, sem que, no entanto, fique caracterizado vínculo empregatício.”

O principal intuito das franquias é oferecer aos franqueados a possibilidade de sucesso de maneira segura e, ao proprietário da marca, a chance de expansão.

Adapte o segmento do seu negócio atual para a franquia

Primeiramente, é importante reunir todas as informações possíveis sobre o funcionamento desse modelo de negócio. O sistema de franchising tem muitas regras específicas e conhecê-las é primordial para o sucesso do seu negócio. Tenha atenção aos seguintes tópicos:

  • aspectos jurídicos — é importante conhecer todas as regras básicas presentes na Lei de Franquias). Um dos principais objetivos da legislação é determinar os requisitos da Circular de Ofertas de Franquias;
  • taxa de franquia e royalties — a taxa de franquia é uma quantia única referente à concessão pelo uso da marca. Já os royalties são as prestações mensais que o dono da unidade deve pagar à marca;
  • treinamentos e manuais — o apoio administrativo e operacional são os diferenciais de uma franquia. Sendo assim, é indispensável investir em cursos de treinamento e aperfeiçoamento;
  • software de gestão — com ele é possível reunir informações, acompanhar de perto as demandas dos seus franqueados, indicar os melhores fornecedores e ter controle de qualidade nas unidades;
  • marketing — gerir a imagem da marca é muito importante, pois, além de divulgar para os consumidores finais, a rede também precisa de ações para atrair o olhar de novos investidores. Mais que uma estratégia, o marketing é uma obrigação no mercado de franchising.

Analise a capacidade do investimento para começar uma franquia

Muitos empreendedores fazem a análise de viabilidade de começar uma franquia e tomam como base o investimento necessário e em quanto tempo surgirão lucros. Contudo, é necessário realizar uma análise mais criteriosa.

Há duas etapas de gastos: a primeira trata-se do investimento inicial, que engloba os gastos com pagamento da taxa de franquia, compra de maquinário e utensílios, locação ou compra do ponto comercial, instalações elétricas e mecânicas, compra do primeiro estoque, contratação de mão de obra e custos com tecnologia. Esses gastos da primeira etapa só terminam quando o negócio começa a funcionar.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

A segunda fase refere-se à manutenção do negócio pelo empreendedor até que as receitas consigam cobrir as despesas. Nesse momento, é necessário ter bagagem financeira e capital de giro para pagar todas as contas do dia a dia, a manutenção do local, a reposição de estoque, os salários dos colaboradores e até mesmo o pró-labore do empresário.

Liste de maneira detalhada todos esses dados em uma planilha e faça a análise do cenário por completo. Se o resultado compensar o seu investimento, é o momento de perder o medo e começar o negócio!

Busque referências e estude sobre as franqueadoras

Se você já tem segurança para começar uma franquia e investir do ponto de vista do franqueador, chegou o momento de olhar para a visão do franqueado. Converse com no mínimo três empreendedores em diferentes fases do negócio: um que estiver em implementação; outro que tenha implementado há pouco tempo; e outro que já tenha mais de um ano de negócio.

Ao conversar com esses franqueados, pergunte qual foi a média de gastos para inaugurar a unidade, como foi o processo de implementação, se recebeu suporte, como é o fluxo de vendas e quais são os desafios enfrentados. Questione também sobre o capital de giro necessário. Colete todas as informações e analise.

Estruture um plano de negócios para começar uma franquia

O plano de negócio é um documento que tem como meta descrever os aspectos estruturais e os objetivos da sua franquia dentro do mercado. Faça perguntas do tipo: quais são os custos iniciais e periódicos de instalação? Quais são os produtos oferecidos pela minha marca e quais são os nossos diferenciais? Qual é o prazo de retorno do investimento (ROI) do franqueado? Qual é o potencial de lucratividade do negócio? Quais serão as taxas e os royalties sobre o faturamento do negócio?

Essas e outras perguntas devem ser respondidas com clareza para que o franqueador tenha plena consciência do que é necessário para que a empresa se mantenha lucrativa e consiga crescer no mercado. Resumindo: cautela e análise de dados são palavras de ordem no momento de decidir expandir o seu negócio para torná-lo uma franquia.

Como você viu, é muito importante analisar o cenário e as possibilidades de crescimento para saber qual é o melhor momento para começar esse tipo de negócio. Por isso, seguir as dicas apresentadas neste artigo sobre como começar uma franquia pode ajudar bastante!

Gostou do post? Então não perca mais nossos conteúdos! Assine agora mesmo a nossa newsletter para ficar por dentro de tudo em primeira mão. Até mais!

Lava-louçasPowered by Rock Convert

Facebook Comments

Deixe um comentário