Confira 6 dicas para aumentar o ticket médio do seu estabelecimento

Confira 6 dicas para aumentar o ticket médio do seu estabelecimento

ticket medio

Você já se perguntou como analisar a efetividade das vendas de maneira correta ou se o time de atendimento está fazendo um bom trabalho? Dá para saber tudo isso calculando o chamado ticket médio. Um dado de extrema importância para qualquer negócio e para a análise de qualquer desempenho. 

Neste post, nós vamos te contar o que é e como calculá-lo, além de dar 6 dicas de como você pode aumentar o ticket médio do seu estabelecimento. Quer melhorar suas vendas? Então confira a leitura!

O que é ticket médio

O ticket médio é uma métrica extremamente importante para as empresas. Ele representa o valor médio que um cliente gasta em cada compra ou pedido.

Contudo, como o próprio nome sugere, a conta que deve ser feita para levantar esse dado é uma média de um determinado período. Ou seja, não faz sentido fazer isso para um único cliente, ou tentar estabelecer o valor médio de todos os clientes individualmente.

Deve-se considerar o período para que a empresa consiga saber exatamente o seu desempenho durante o espaço de tempo escolhido.

Nos casos em que a empresa oferece serviços diferentes ou produtos de categorias distintas, o valor do ticket médio pode ser dividido entre as áreas escolhidas. Inclusive, pode ser feito um ticket médio especial para cada vendedor. Dessa forma, é possível saber o desempenho de cada um e definir estratégias para melhorar ou manter o desempenho de cada colaborador.

Como calcular o ticket médio

A primeira coisa que você deve fazer é decidir qual será o período analisado. É muito comum que os períodos escolhidos sejam entre 3 a 6 meses. Mas o tempo final da conta é você quem decide. A partir disso, verifique quantas vendas foram realizadas durante esse período.

Com isso, basta dividir o faturamento total pelo número de vendas fechadas e você terá o ticket médio.

Vamos ver um exemplo:

Imagine que uma empresa que vende bolos decorados queira saber o seu ticket mensal. No último mês, foram feitas as seguintes vendas:

  • 5 bolos de R$ 100,00
  • 3 bolos de R$ 150,00
  • 1 bolo de R$ 50,00

O que precisamos fazer agora é bastante simples. Sabemos que foram vendidos 9 bolos decorados no total e que o faturamento do mês foi de R$ 1.000,00. Basta então fazermos:

R$ 1.000,00/ 9 vendas = R$111,11

Esse número significa que, em média, cada venda feita gera R$ 111,11 para a empresa.

Como aumentar o ticket médio

O ideal é que esse valor seja o maior possível e que o cliente leve o maior número de produtos que puder, para que o valor unitário de cada venda seja elevado.

Isso pode ser um pouco complicado de se fazer, mas, para te ajudar a aumentar o ticket médio da sua empresa, a gente separou 6 dicas de ouro. Confira!

1. Faça vendas cruzadas

Como já citamos acima, o ideal é que um único cliente leve o maior número de mercadorias possível. Isso porque essa é a forma mais fácil de aumentar o seu ticket médio.

Uma maneira bastante prática e eficiente é incentivar que os clientes comprem produtos que combinam ou que se complementam.

Para padarias, isso é uma tarefa simples de ser feita. Você pode, por exemplo, deixar manteiga, margarina, requeijão, frios fatiados, queijos, embutidos, leite, pó de café, iogurtes e sucos, para que os consumidores os vejam quando chegarem para comprar pão. 

O mais importante é que os preços praticados devem estar na mesma faixa de mercado do varejista, isso porque o cliente pode deixar de comprar na sua loja e buscar alternativas mais baratas em outros locais. A ideia é que ele saia da padaria com tudo o que precisa para o café da manhã, café da tarde ou lanche.

Restaurantes conseguem fazer isso de maneira mais natural com combinação de entrada, prato principal e sobremesa. Se necessário, dá até para adicionar mais etapas entre esses serviços.

Contudo, a verdade é que qualquer estabelecimento conta com produtos interdependentes, e isso pode e deve ser um artifício para o aumento do ticket. Ter um time de vendas eficiente também está na lista dos itens indispensáveis.

2. Pense em promoções

Agora você já sabe como vender um pouco mais. Porém, às vezes a dificuldade está justamente em atrair mais clientes para o seu estabelecimento.

As promoções são excelentes recursos para atrair mais pessoas. Isso porque, na cabeça de cada indivíduo, a promoção faz o custo-benefício da aquisição elevar. Outra grande vantagem das promoções é que, se a qualidade for realmente atestada pelos consumidores, as chances deles se tornarem fiéis é bem alta.

3. Aprimore o layout

Distribuir as mercadorias de maneira eficiente e que combine com o que você oferece é extremamente necessário. Pode até não parecer, mas o layout da loja promove uma mudança drástica nos números.

É importante focar no espaço. As lojas precisam favorecer a circulação facilitada dos clientes e garantir o máximo de conforto a eles, além de trabalhar o atendimento para evitar filas, tanto na aquisição quanto no pagamento.

Para as pessoas que consomem no local, seja na cafeteria ou lanchonete, é preciso pensar em cadeiras, banquetas e espaço suficiente para que se sintam confortáveis para se alimentar ali.

Existem inúmeras opções de layout, cada uma com as suas características e que combinam mais com um certo tipo de negócio. Faça um estudo aprofundado para que seja escolhido aquele que realmente irá fazer as suas vendas impulsionarem. 

Adicionar um ambiente instagramável também pode ser uma boa opção para aumentar a procura pelo seu estabelecimento.

4. Ofereça várias formas de pagamento

Você está preparado para um cliente que paga com cartão de débito ou crédito, ou que deseje realizar uma transferência financeira e até mesmo um pix? É crucial que você tenha um grande  número de opções  para que todo tipo de consumidor seja capturado pela sua empresa.

Imagine, por exemplo, que o cliente chega na padaria com o dinheiro trocado para comprar somente o pão francês. Ao chegar no estabelecimento, ele se depara com um bolo ou torta que chama sua atenção, mas só conseguiria pagar o valor total se fosse por pix.

Perder uma venda assim, por não aceitar uma forma de pagamento, é muito frustrante para alguém que realmente deseja crescer. Assim, é importante que os caixas estejam prontos a aceitar qualquer forma de pagamento de forma facilitada, sempre com agilidade para evitar filas.

5. Observe o atendimento

Todo mundo gosta de ser tratado com um atendimento humanizado e cortês. Por isso, esteja sempre atento à forma como os seus colaboradores abordam as pessoas. Se for necessário, ofereça um treinamento especial de atendimento.

Uma boa ideia é fazer a rotação de colaboradores. Em vez de ficarem atendendo durante todo o expediente, divida atividades como abastecimento de vitrines, limpeza, apoio à produção, organização de produtos ou reposição de estoque. Isso cria uma equipe multitarefa e também evita que o colaborador fique muito tempo na posição de atendimento, o que pode ser estressante e cansativo.

Outro ponto é conversar sempre com sua equipe para descobrir se alguém está chateado ou passando por problemas e dificuldades. Nesses casos, vale a pena tentar ajudar com o que tiver ao seu alcance, afinal, somos seres humanos e temos dias bons e dias ruins.

6. Conheça os seus clientes

E por último, mas não menos importante, conheça a fundo as necessidades e desejos dos consumidores que frequentam o seu estabelecimento. Não adianta tentar traçar estratégias mirabolantes ou inovadoras se elas não são o que as pessoas estão procurando.

Lembre-se que tudo o que for decidido para aumentar o ticket médio do seu negócio, seja de estratégia de marketing, de vendas ou de abordagem, deve ter uma base sólida no perfil dos seus consumidores.

Concluindo…

Ao longo do texto, você pôde conferir algumas boas estratégias para aumentar o ticket médio do seu estabelecimento, fazendo com que o faturamento da empresa aumente consideravelmente. Agora que você já sabe o que precisa ser feito, é importante colocar a mão na massa e implementar as melhorias.

Curtiu as dicas? Então confira também como gerar economia e diminuir custos em operação de cozinha profissional!

Tags:
Deixe um comentário