Aprimore seu layout de loja e comece a vender mais imediatamente

Aprimore seu layout de loja e comece a vender mais imediatamente

layout de loja

Nós, seres humanos, somos uma espécie bastante visual. O ambiente no qual estamos imersos influencia diretamente o nosso comportamento, bem como o modo como enxergamos o nosso entorno.

Quando um cliente entra em um estabelecimento para comprar algo, ele precisa ter espaço para se locomover e precisa ser guiado para que ache o que precisa na loja. É ideal que ele saiba por onde entrar, onde fica cada tipo de produto e por onde ele pagará e sairá.

Neste artigo nós vamos falar de como o layout de loja de uma padaria pode fazer uma diferença absurda no comportamento dos clientes e no faturamento de uma empresa. Confira.

Zona de transição

A zona de transição, ou também conhecida como zona de descompressão, equivale aos primeiros metros do estabelecimento, que separam o interior do mundo exterior.

Os primeiros passos que o cliente dá são extremamente importantes. É durante esse período que o consumidor decide se vai continuar a olhar os produtos, ou se vai sair apenas com o que estava procurando. 

O principal ponto que deve ser tratado aqui é que quanto mais obstáculos o consumidor tiver para chegar até o estabelecimento, mais desencorajados eles estarão em fazer o percurso, mesmo que este obstáculo seja apenas alguns degraus de uma escada, ou mesmo esperar no elevador. A entrada deve acolher o cliente, abraçá-lo e atraí-lo para dentro.

Acessibilidade

Outro ponto de atenção na hora de elaborar o seu layout de loja é a acessibilidade. É fundamental que o espaço esteja preparada para receber, por exemplo, pessoas com deficiência e idosos.

Assim, é preciso pensar em corrimões, rampas de acesso e corredores largos que facilitem a mobilidade e permitam que quaisquer clientes, independentemente de suas limitações, consigam acessar todos os produtos.

Disposição dos produtos

Um bom layout de loja deve servir como um guia para os consumidores, ele deve direcionar a pessoa para que ela encontre facilmente o que procura e de preferência mostre outras opções relacionadas para encorajar a compra de mais itens.

As informações devem ser bem claras e os preços também, facilitando o processo de decisão de compra e evitando que o cliente tenha necessidade de ficar perguntando tudo a todo momento para o atendente.

A altura dos olhos é o foco principal. Produtos que estão dispostos a aproximadamente 1,50 m de altura são os mais observados por todo mundo. Alturas um pouco inferiores ou superiores a isso recebem uma atenção mediana. Evite colocar produtos abaixo dessa linha, pois o cliente precisa literalmente se abaixar para ver e pessoas com dificuldades visuais normalmente não vão percebê-los.

Além disso, os grupos de produtos são buscados em primeiro lugar, só após isso a procura individual por marcas é iniciada.

Produzindo na frente de loja

Uma forma criativa e muito atrativa de dispor os produtos é, simplesmente, produzi-los à vista dos clientes. Para isso, podem ser utilizados equipamentos compactos, que permitam a visibilidade do seu interior, como os fornos vitrine ou de convecção.

Fluxo dos consumidores

Uma das principais funções de um layout de loja é criar um fluxo leve e sem aglomeração de pessoas (até porque agora o distanciamento social será uma preocupação frequente). Entretanto é necessário manter um equilíbrio de velocidade,já que quanto mais tempo uma pessoa passa dentro de um estabelecimento, maiores são as chances de ela comprar mais.

Uma estratégia muito utilizada é colocar produtos mais comuns de serem adquiridos no fundo do estabelecimento. Um supermercado, por exemplo, colocaria ovos e açúcar nesse local para fazer com que a pessoa percorra o maior número de seções possível.

Já em uma padaria, é importante que os pães franceses estejam no fundo, mas, diferente do supermercado, o cliente precisa ter um caminho e uma visão clara do local onde os pães estão, pois é uma loja menor e com um fluxo mais rápido de consumidores.

No supermercado, produtos que costumam ser utilizados em conjunto, como carnes e temperos, ou leites frescos e manteigas, normalmente são colocados um pouco separados, para que as pessoas andem pelo supermercado e acabem levando mais produtos separados.

Já na padaria, também deve ser feito o oposto. Nela, tudo que é relacionado precisa estar junto, para que o cliente tenha mais agilidade no processo de decisão e não desista da compra.

Otimização de espaço no layout de loja

Economizar espaço e saber onde colocar tudo é essencial, principalmente em estabelecimentos menores, como é o caso de padarias e mercadinhos.

Verifique o que é realmente necessário de ter na frente de loja e evite colocar equipamentos, prateleiras, freezers, materiais de publicidade e outros no caminho do cliente.

Mesas e cadeiras também devem ter um bom distanciamento e serem utilizadas pensando na quantidade de clientes e no fluxo deles, sem exagerar para não ocupar espaço.

Equipamentos como a chapa também ocupam muito espaço e podem ser substituídos por speed ovens, que realizam o mesmo processo ocupando muito menos espaço.

Os tipos de layout de loja

Precisamos deixar bem claro que quem deve decidir o melhor layout para o seu estabelecimento é você, com base nos itens que você comercializa e na situação atual do mercado.

Existe uma infinidade de possibilidades. Uma disposição em grade, por exemplo, é uma ótima opção para farmácias e lojas de conveniência, já que permitem o consumidor entrar e sair rapidamente do prédio.

Loop layouts são excelentes para guiar as pessoas por um caminho determinado, uma excelente alternativa para tempos de pandemia, em que é preciso evitar o máximo de contato humano.

Existe também o chamado layout de loja livre, no qual a criatividade está envolvida.

Fazer testes e estar sempre atento às métricas é essencial para achar a opção que é mais eficiente para o seu negócio.

Experiência do cliente

Não importa qual o tipo escolhido, há algumas dicas gerais que você precisa seguir para que a experiência do comprador seja a melhor possível. Quanto melhor for essa experiência, maiores serão as chances de o usuário retornar ao seu estabelecimento.

1. Organização do layout de loja

O primeiro aspecto fundamental é sobre a organização. Pode parecer meio óbvio, mas muitos empresários e varejistas, principalmente iniciantes, pecam nesse ponto. Separar os itens em categorias, de forma lógica,é fundamental.

A dica, no entanto, é dar mais destaque aos produtos feitos no próprio estabelecimento, fazendo com que eles chamem mais atenção do que os industrializados.

2. Iluminação

Outro ponto muito importante é manter o ambiente muito bem iluminado. Isso tem relação direta com o fato de sermos diurnos, ou seja, estamos mais ativos durante o dia, o que significa que dependemos muito da nossa visão. 

Ambientes mais escuros nos passam a sensação de insegurança. Inconscientemente relacionamos a falta de iluminação com o perigo. A falta de luz incomoda bastante e isso impacta negativamente na satisfação do comprador.

3. Poluição visual

Poluição visual é outro problema que deve ser evitado a todo custo. Muitas propagandas, cartazes em excesso, entre outros, dispersam a atenção dos usuários.

4. Ambientes instagramáveis

Outra dica muito boa é criar um ambiente instagramável. Esse é um espaço destinado justamente para despertar o desejo de tirar uma foto. Aqui, além de conseguir uma propaganda voluntária, o cliente ainda sai satisfeito por ganhar algumas curtidas nas redes sociais.

5. Espaços reservados e confortáveis

Oferecer ambientes mais reservados, se possível, onde as pessoas possam sentar, conversar com os amigos ou ler, também é uma boa forma de atrair mais visitantes. O local pode até virar um ponto de encontro. E quanto mais gente, mais chances de venda, sem contar que melhora a experiência do usuário.

6. Poluição sonora

Outra dica importante é o cuidado com ruídos externos que possam atrapalhar a experiência do cliente. Para isso, evite equipamentos que fazem muito barulho e equilibre um som ambiente agradável com músicas que estimulem a compra.

Conclusão

Como vimos, assim como a campanha de marketing, do atendimento, do time de vendas e de outros aspectos estratégicos de uma organização, o layout de loja deve estar na lista de prioridades. Com ele se consegue convencer as pessoas a entrarem, permanecerem e comprarem os itens.

Uma boa dica é testar. Esteja sempre atento em como as pessoas se comportam no seu estabelecimento e faça pequenas alterações para observar se há mudanças nos números de vendas.

Gostou do artigo? Então, aprimore também seu atendimento! Leia nosso artigo e descubra como profissionalizar sua equipe para vender mais e no momento certo e

Tags:
Deixe um comentário