Como se preparar para a retomada dos restaurantes pós-pandemia

retomada dos restaurantes
Powered by Rock Convert

Neste artigo vamos falar sobre a retomada dos restaurantes pós-pandemia e como se preparar para a volta de maior movimento, levando em consideração a segurança dos clientes. Sem dúvida, essa crise trouxe novas possibilidades e a necessidade de novas adequações para que o estabelecimento cresça.

Com novos padrões de consumo devido à pandemia, os consumidores ficaram mais exigentes, temerosos e buscam estabelecimentos que tenham maior sustentabilidade, segurança alimentar e saudabilidade e, com certeza, você quer proporcionar uma melhor experiência a eles, não é mesmo? 

Veja a seguir alguns fatores que devem ser considerados na reabertura do seu negócio.

8 adequações na retomada dos restaurantes pós-pandemia

1. De olho na legislação

Antes de tudo, você deve buscar saber sobre os decretos estaduais e municipais, além das normas acerca da abertura do comércio da sua cidade. É (e sempre foi) importante também se atentar à Resolução RDC 216/2004, que é o Regulamento Técnico de Boas Práticas para Serviços de Alimentação.

Caso existam legislações municipais ou estaduais que sejam maiores e sobreponham esse regulamento, essas devem ser consideradas.

2. Segurança e higiene do ambiente

O foco deve estar na segurança de todos, incluindo os colaboradores. Assim, o seu restaurante deve ter boas condições higiênico-sanitárias para a reabertura. Adquira materiais de ambientação, como cartazes, placas e adesivos sinalizadores no chão para indicar o distanciamento social, o uso de máscaras e a higienização.

Logo na entrada, ofereça álcool para as mãos (preferencialmente álcool de pedal) e tenha um tapete higienizador para limpar os calçados antes de as pessoas entrarem no estabelecimento. Os colaboradores devem usar equipamentos de proteção individual, como máscaras de acrílico e roupas específicas.

O ambiente também deve ser bem ventilado, organizado e limpo, com um maior distanciamento entre as mesas. Além disso, o seu restaurante deve oferecer álcool em gel e sabonete e manter os banheiros sempre limpos.

Após cada uso, deve ser feita a higienização das mesas com álcool 70%. As comandas  devem ser descartáveis, digitais ou de fácil desinfecção, assim como os cardápios. Dê preferência para os digitais.

Também é preciso controlar a entrada das pessoas para não causar aglomerações. Isso é importante porque, pelo menos no início do pós-pandemia, as pessoas ainda estarão receosas de frequentar lugares muito lotados. Evitar esse tipo de percepção aqui é fundamental.

Uma forma de fazer isso é oferecer os serviços de agendamento e de cardápio virtual, assim o seu estabelecimento estará preparado para receber os clientes.

3. Maior cuidado com os alimentos

A segurança alimentar é outro ponto que sempre foi relevante e que agora é prioridade máxima, pensando com cuidado tanto na compra e armazenamento quanto no preparo dos alimentos. 

Os utensílios e equipamentos de cozinha devem ser higienizados da forma correta para eliminar vírus e bactérias. Apostar na tecnologia e incluir equipamentos como a lava-louças profissional, que trabalha com altas temperaturas e garante mais segurança, também é uma boa opção para otimizar tempo na cozinha.

4. Oferta de produtos

A oferta de produtos no mostruário também deve mudar, isso porque, mesmo com a retomada, o público ainda não voltará 100% à rotina normal.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Assim, a dica para ter uma rotatividade maior e evitar o desperdício é apostar na cozinha de antecipação (Cook and Chill), que permite uma preparação antecipada dos alimentos, que são então congelado para serem finalizados sob demanda. Dessa forma, com porções prontas, o nível de perda é praticamente zero e o sabor é mantido.

Para aplicar o método, é preciso investir em algumas tecnologias, como um forno combinado e um ultracongelador.

Outro ponto que precisa ser avaliado são os fornecedores. Nesse momento, é importante manter uma aproximação com eles e verificar se estão adequados à situação e as medidas de segurança. Como a retomada ainda é gradual, é importante se preparar quanto ao abastecimento, considerando a sazonalidade e optando por produtos da estação. 

5. Reestruturação da equipe

A organização e a qualificação das brigadas de cozinha também devem ser levadas em conta para evitar aglomerações no estabelecimento e garantir que todos estejam cumprindo as medidas sanitárias.

Quem demitiu funcionários durante o período também precisará realizar novas contratações, para suprir as demandas e não sobrecarregar colaboradores. Assim, procure contratar profissionais que atuarão no atendimento presencial e no virtual.

Para reduzir o número de pessoas circulando no local, cabe fazer um rodízio entre os funcionários e adequar a jornada de trabalho deles.

6. Treinamentos

Invista em treinamentos sobre os cuidados no trabalho pós-pandemia, como lidar com o público, preparos da alimentação, utilização dos equipamentos, dentre outras boas práticas.

Também é preciso investir na formação e na especialização dos colaboradores para que eles ofereçam um serviço de qualidade ao público.

7. Investimento em tecnologia

Os cardápios digitais ou aplicativos são uma ótima oportunidade para substituir o cardápio de papel e diminuir os riscos de contaminação. Além disso, outras tecnologias podem ser utilizadas para otimizar a atuação do estabelecimento no pós-pandemia.

Equipamentos de cozinha, que otimizam os processos, como ultracongeladores, microondas profissionais e fornos combinados, também são uma boa pedida para garantir um atendimento mais rápido e eficiente.

Lembre-se que a retomada dos restaurantes é o momento de continuar investindo em tecnologia para reduzir custos operacionais e custos de energia.

8. Serviços digitais

Até mesmo após a reabertura dos restaurantes, muitas pessoas vão preferir os serviços de delivery e “pague e leve”. Portanto, sempre mantenha o aplicativo atualizado e divulgue os seus alimentos, sobretudo nas redes sociais, para atrair mais público.

Conclusão

Você viu que os novos hábitos podem permanecer na sociedade por muito tempo depois da retomada dos restaurantes, pois a pandemia mostrou a necessidade de uma maior preocupação com a higiene e com a saúde das pessoas.

Lembre-se sempre que o atendimento presencial deve respeitar as normas sanitárias e que o seu negócio deve ter o foco na qualidade e na satisfação dos fregueses, então sempre busque se adequar às necessidades do mercado consumidor.

Agora que você já sabe como se preparar para a retomada dos restaurantes, descubra também como gerar economia e reduzir seus custos.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Facebook Comments

Deixe um comentário