Como se preparar para entrar no mercado de refeições coletivas?

Powered by Rock Convert

Quando falamos em refeições coletivas é bastante comum pensarmos em grandes refeitórios em fábricas e empresas com centenas de funcionários. Contudo, esse mercado é muito mais amplo e diverso. Ele contempla diferentes tipos de serviços, que podem contar com a instalação de uma cozinha no local, para produzir e servir nele mesmo, ou com a contratação de uma cozinha central — um ponto de distribuição alheio à empresa, onde são preparadas as refeições — para a entrega de marmitas prontas ou dos alimentos para serem apenas servidos no local de trabalho.

Oportunidades não faltam para quem deseja ingressar nesse mercado, apenas é preciso ter cautela e fazer uma preparação bem-estruturada. Neste artigo, vamos dar dicas sobre como montar um negócio no setor de refeições coletivas de sucesso. Confira.

Qual o cenário do mercado das refeições coletivas?

De acordo com a ABERC — Associação Brasileira das Empresas de Refeições Coletivas —, foram mais de 14 milhões de refeições servidas em 2019, representando mais de R$ 20 bilhões em faturamento.

Existem dois cenários principais em relação ao mercado de refeições coletivas que são importantes para quem deseja começar. O primeiro é o das grandes empresas, como as grandes indústrias, construtoras e marcas de peso e tradição no mercado. Essas são atendidas pelas prestadoras mais antigas e já consolidadas, que são poucas, mas detêm boa parte do faturamento do setor.

No segundo cenário temos as empresas de porte menor ou que são regionalizadas. Essas, apesar do grande número de funcionários, nem sempre têm refeitórios bem-estruturados, se tornando uma excelente oportunidade para novos negócios.

O que é necessário para participar desse mercado?

Antes de abrir uma empresa de refeições coletivas é importante seguir algumas recomendações que são habituais em qualquer tipo de negócio. Destacamos as principais abaixo.

Conhecer muito bem o segmento de refeições coletivas

O primeiro passo é conhecer o segmento no qual deseja ingressar. Isso deve ser feito com muito estudo e pesquisa, a fim de compreender quem são os potenciais clientes, o que eles buscam, quais são as empresas já estabelecidas no mercado, quais são seus pontos fortes e fracos entre outras questões.

O foco dessa etapa é entender como funciona o setor e quais serão os desafios a serem enfrentados até a estabilização. Quanto mais aprofundada for a pesquisa, mais informações estarão disponíveis para a elaboração do plano de negócios.

Elaborar um plano de negócios bem detalhado

O plano de negócios é mais do que um documento. Ele é um norteador a ser seguido para garantir o sucesso de uma empresa. Nele, é fundamental que as informações estejam muito bem detalhadas, para que todas as decisões sejam tomadas de forma consciente e eficaz, considerando o cenário de forma mais abrangente.

Um bom planejamento deve conter uma análise de forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, um plano de marketing, objetivos e metas consistentes, além de uma previsão orçamentária segura e confortável.

Definir o público-alvo do negócio

Por fim, é preciso definir quem será o seu público-alvo. Existem inúmeros tipos de empresas que podem aderir ao serviço de refeições coletivas, cada uma oferece um tipo de desafio diferente. É importante saber quais são aqueles que o seu negócio será capaz de atender, para alinhar a sua oferta com a demanda do mercado.

Questões como as listadas abaixo ajudam nessa definição:

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
  • volume de refeições diárias;
  • variedade do cardápio;
  • especificidades nutricionais (tais como dietas restritivas);
  • implementação de uma cozinha in loco.

Como gerar diferenciação competitiva em um negócio de refeições coletivas?

Diferenciar-se na oferta de refeições coletivas é um grande desafio, mas não é insuperável. O segredo está no equilíbrio entre preço, qualidade e diferenciação. Alguns fatores contribuem fortemente nesse sentido, dos quais destacamos os 3 principais nos tópicos a seguir.

Tenha uma equipe altamente qualificada na produção

A qualificação da equipe que coloca a “mão na massa” é essencial para entregar refeições de alta qualidade. Os profissionais da cozinha devem estar preparados para seguir as melhores práticas do mercado, aproveitando melhor os ingredientes e seguindo todas as recomendações de segurança alimentar.

O reflexo na qualidade das refeições se dá na satisfação dos consumidores, que fortalece a parceria entre a sua empresa e o cliente e abre portas para novas oportunidades por meio de indicações e aditivos contratuais.

Conte com um time de especialistas em planejamento e gestão

O time de planejamento e gestão também precisa estar afiado para desenvolver estratégias eficientes para o negócio. Devem ser profissionais experientes, com uma boa bagagem em administração no setor alimentício e que estejam dispostos a se manterem em constante atualização.

A forma como a empresa é gerenciada faz toda a diferença nos resultados obtidos, tanto no que diz respeito ao faturamento quanto na qualidade do que é entregue aos clientes. O equilíbrio dessas duas frentes é o principal fator de sucesso para o negócio.

Faça parcerias com bons fornecedores

Quem atua no setor de refeições coletivas precisa contar com fornecedores de confiança em todos os quesitos. No que se refere aos alimentos, é importante ter o cuidado de garantir uma boa procedência e o cumprimento de questões sanitárias no armazenamento e transporte dos produtos.

Além disso, os equipamentos utilizados na cozinha precisam ser de qualidade e contar com tecnologia de ponta, para o aumento na produtividade e otimização de custos operacionais. O ideal é contar com uma empresa que ofereça uma solução completa e que tenha uma rede de suporte acessível e presente.

Aqui na Prática, contamos com uma linha de equipamentos que atendem a todas as necessidades de um fornecedor de refeições coletivas, tais como:

Como você pôde ver, o mercado de refeições coletivas oferece muitas oportunidades para quem deseja iniciar um negócio. Os desafios são grandes e o volume de investimento é relativamente alto, contudo, é um setor que garante um bom retorno financeiro para quem segue as recomendações que deixamos neste artigo.

Se você está pensando em entrar nesse mercado e ter a sua própria empresa de food service, a Prática pode ser a sua grande aliada. Estamos no mercado há quase 30 anos, fabricando equipamentos de alta tecnologia e prestando assistência técnica em todo o território nacional. Entre em contato conosco e faça um orçamento!

Juliana de Castro Pereira – Coordenadora de Gastronomia Prática Klimaquip S/A

Nutricionista, formada pelo Centro Universitário São Camilo, com MBA em Gestão de Negócios pela Anhembi Morumbi.Com experiência em consultoria e docência em food service, Juliana atua como Coordenadora de Gastronomia da Prática Klimaquip S/A, desde 2015.

Lava-louçasPowered by Rock Convert

Facebook Comments

Deixe um comentário