Inspire-se nestas 6 ideias de layout para cozinha de restaurante

Powered by Rock Convert

Ao montar um restaurante, existem empreendedores que focam apenas nos resultados e na dinâmica das atividades, se esquecendo de outros detalhes responsáveis por aprimorar o seu funcionamento. Esse é o caso de um cardápio bem pensado, de um time de profissionais devidamente treinados e, inclusive, do layout da cozinha — afinal, é neste espaço que “a mágica” acontece.

Se a sua ideia é conseguir criar uma rotina otimizada e prezar pela qualidade dos produtos, sempre priorizando as questões de higiene e a circulação de pessoas, será preciso olhar atentamente para como o ambiente foi projetado. A princípio, pode até parecer bobagem, mas até os detalhes mais superficiais conseguem garantir melhorias fantásticas.

É necessário aproveitar cada centímetro disponível, separar os ingredientes e, inclusive, ter um cuidado especial ao escolher os equipamentos. Neste post, existem dicas preciosas sobre o tema que tornarão os seus serviços perfeitamente executados. Não perca!

1. Dê atenção ao cardápio

Antes de definir o layout para cozinha, a nossa recomendação é que você pense diferente. Em vez de sair em busca de projetos extremamente elaborados para otimizar o local, considere olhar para dentro do negócio — mais precisamente, para o seu cardápio.

Todas as questões que envolvem um negócio de alimentação têm origem na relação dos pratos ou produtos que serão servidos. Podemos, inclusive, dizer que o cardápio é o coração de uma cozinha, uma vez que ele determinará as demais etapas existentes.

Então, a primeira recomendação é estipular o que será servido, sempre listando as necessidades de cada prato. Entre elas, destacamos:

  • utensílios (panelas, facas, colheres);
  • equipamentos (geladeira, fogão, forno);
  • mobiliário (bancada, pia com cuba, prateleiras).

Seguindo esse passo, ficará muito mais fácil definir o layout para cozinha. E mais: mesmo se o espaço já estiver finalizado e necessitar de uma reforma, esse método é ótimo para deixá-lo de acordo com a dinâmica da sua equipe.

2. Aproveite os pequenos espaços

Seja qual for o tamanho do seu restaurante, uma coisa garantimos: não podemos resumi-lo entre a área de recepção dos clientes e a cozinha. Aqui, é válido destacar que um negócio do ramo alimentício tem como foco principal oferecer um ambiente acolhedor e atraente aos seus consumidores e funcionários. Por isso, é interessante otimizar o espaço para favorecer a circulação de pessoas.

Ainda que faltem algumas metragens, a dica é utilizar a criatividade para aproveitar ao máximo cada área, incluindo o teto e as portas. Nesses pontos, é possível instalar fixadores para prateleiras, ganchos e demais estruturas excelentes para tornar o ambiente organizado e com uma boa área livre.

Mas não termina por aí!

Para alcançar um bom resultado, o layout para cozinha deve ser pensado — e dimensionado — com base em vários pontos fundamentais. Como citado, temos o cardápio. Depois, chega a vez de pensar no estilo de serviço (bistrô, à la carte, self service), além da ergonomia e produtividade.

Uma boa saída, é recorrer ao uso da tecnologia ou à verticalização da produção, uma estratégia que tem como foco centralizar os processos, produzindo boa parte de seus produtos em menos equipamentos que desempenhem mais funções. 

Um exemplo de como a tecnologia pode ser aplicada aqui, diz respeito aos fogões. Já é sabido que os fogões tradicionais ocupam muito espaço. Os fornos combinados da Prática, por sua vez, conseguem economizar bastante metragem e, de quebra, são verticais, substituindo vários equipamentos, como a chapa e a fritadeira, em uma única unidade.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

3. Categorize a geladeira e a dispensa de acordo com os tipos de alimentos

É difícil, quase impossível, encontrar um restaurante de sucesso que tenha os seus insumos em total desordem. Se a ideia é colher bons frutos, é imprescindível manter a cozinha organizada, oferecendo mais qualidade, praticidade e evitando inúmeros problemas — como aqueles referentes aos prazos de validade dos alimentos.

Uma boa medida é categorizar a geladeira, assim como a dispensa, conforme os tipos de alimentos utilizados em seu dia a dia. Primeiro, separe os ingredientes com maior saída, e, em seguida, os que apresentam um prazo de validade mais curto.

Essa tarefa pode se tornar ainda mais fácil com o uso de sacos a vácuo etiquetados ou potes próprios para essa finalidade. Além de manterem o visual do ambiente mais harmonioso, eles são funcionais e evitarão confusões na hora de preparar uma receita.

4. Organize os alimentos no freezer

O freezer é um dos equipamentos mais importantes ao montar uma cozinha de restaurante, já que ele é o responsável por refrigerar e armazenar os alimentos da maneira correta, evitando desperdícios. Sendo assim, ele precisará de uma atenção especial.

Além de sempre observar se o aparelho está com um bom desempenho, você precisará organizar corretamente os alimentos em seu interior. Nessa etapa, recomendamos que haja uma separação entre os diferentes tipos de carnes, legumes, verduras, frutas e frutos do mar.

Outro método muito utilizado para assegurar a durabilidade dos insumos consiste em guardá-los de acordo com o seu prazo de validade. Os mais novos, por exemplo, podem ser dispostos no fundo do freezer, enquanto os mais velhos, devem ficar na parte da frente.

5. Escolha o layout para cozinha com base em seu negócio

Atualmente, existem três tipos de layout para cozinha que podem ser levados para o espaço profissional — a cozinha em ilha, a cozinha aberta e a linha de montagem.

A primeira diz respeito aos ambientes formados por bancadas de trabalho encostadas nas paredes e uma bancada central. Tal proposta é utilizada em restaurantes que servem em modelo à la carte e possuem um chefe de cozinha.

Em contraponto, a cozinha aberta é mais frequente em negócios de grande porte, como os restaurantes de alto padrão, onde se vende a experiência além da comida. Por fim, está a linha de montagem, recomendada para empreendimentos com giro alto e muita produção, como acontece com os fast foods.

6. Priorize a segurança

Independentemente das opções escolhidas de layout para cozinha, não se esqueça de colocar a segurança em primeiro lugar. É interessante ressaltar que um restaurante costuma ter muitas pessoas circulando, assim como líquidos quentes, fogo, facas e demais elementos capazes de causar acidentes.

Logo, você precisará ficar atento e recorrer a soluções para que o ambiente permaneça seguro em qualquer situação. Alguns pontos são:

  • investir em piso produzido a partir de material antiderrapante;
  • utilizar lâmpadas devidamente protegidas por bulbos;
  • manter os itens de limpeza armazenados bem longe dos alimentos.

Com essas dicas, o layout para cozinha do seu negócio ficará impecável e ajudará você a se destacar daqui para frente. Agora, caso queira caprichar ainda mais, considere investir em modernos equipamentos para cozinha profissional, que são mais duráveis, tecnológicos e preparados para ajudar no preparo de receitas de qualidade.

Gostou do post e deseja continuar se aprofundando nos conteúdos da Prática? Assine a nossa newsletter e receba mais dicas, em primeira mão, diretamente em seu e-mail.

Lava-louçasPowered by Rock Convert

Facebook Comments

Deixe um comentário