Forno combinado e forno de convecção: você sabe a diferença?

Forno combinado e forno de convecção: você sabe a diferença?

forno combinado e forno de convecção

Forno combinado e forno de convecção: você sabe a diferença?

Você sabe qual é a diferença entre forno combinado e forno de convecção? Eles são equipamentos especiais que oferecem muitas vantagens no processo de produção profissional. Quando se trata de atender às necessidades de clientes e garantir a produtividade e a padronização dos produtos, é essencial considerar fatores como automação e eficiência.

Preparamos este post para ajudá-lo a entender as diferenças e benefícios desses equipamentos e ajudá-lo a escolher o mais adequado para o seu empreendimento. Continue lendo e confira!

Como funciona um forno comum doméstico?

Antes de mais nada, para entendermos a diferença entre forno combinado e forno de convecção, precisamos ter em mente o nosso forno doméstico. No caso dos modelos a gás, um queimador na parte inferior gera o calor que aquece a assadeira, o recipiente e o alimento. Esse processo é lento e depende de fatores como a temperatura ambiente, o alimento e a perda de calor. Muitos desses modelos não possuem isolamento térmico, o que agrava esta perda.

O botão regulador de gás não garante a temperatura exata do forno, apesar de apresentar marcações de temperatura.

Quando falamos em fornos domésticos, os tamanhos costumam ser sempre os mesmos e destinados a produzir para a família, não exigindo uma produtividade muito alta. É possível assar um bolo, uma peça de carne, um pudim, uma pizza, biscoitos e outros alimentos que não exigem uma tecnologia específica para sua produção.

Outro ponto são os materiais utilizados na fabricação do equipamento. Comumente, muitos modelos, sem os devidos cuidados, acabam sofrendo com a corrosão e, com o passar do tempo, se deterioram.

Como funciona um forno de convecção ou turbo?

Nesses, uma turbina em seu interior faz a distribuição do calor pela câmara, independentemente se a fonte de calor são resistências elétricas ou trocadores de calor, no caso dos modelos a gás, fazendo com que o produto asse de forma mais uniforme.

Além disso, esses equipamentos profissionais recebem isolamento térmico que preserva o calor em seu interior. Isto evita que ele se propague para o ambiente, o que é muito bom, tanto em termos de conforto para os operadores quanto em termos de economia de energia e tempo, o que é essencial para qualquer empreendimento.

Esses fornos possuem um painel digital que recebe informações de sensores e indica e controla com exatidão a temperatura, garantindo que a temperatura indicada seja, de fato, a temperatura em que seu produto está assando.

Ademais, eles oferecem a possibilidade de programação da temperatura de pré-aquecimento, tempo de assamento e até da vaporização em alguns modelos mais modernos. Em outras palavras, há uma padronização no processo.

Agora, ao falarmos de produção profissional, é necessário considerar a demanda. É evidente que uma padaria ou restaurante precisam produzir muito mais do que você em sua casa. É por isso que existem os fornos de convecção ou turbo, em diversos tamanhos, desde os modelos para lojas de pequeno porte até os modelos grandes, abastecidos por carrinhos.

Além disso, por serem confeccionados em aço inoxidável, esses fornos não sofrem com corrosão, são duráveis e fáceis de limpar. Quando falamos de produção profissional, as vigilâncias sanitárias exigem esse material, justamente por suas características.

Devido à sua maior produtividade, sistema de distribuição de calor por turbina e robustez, esses equipamentos são amplamente utilizados em panificação, confeitaria ou como apoio em cozinhas profissionais e industriais para esses tipos de produtos.

Fornos combinados

Com distribuição de calor por turbina, isolamento térmico eficaz, painéis digitais, controle preciso de temperatura, diversos modelos e tamanhos para atender a diferentes demandas, e construídos com materiais resistentes, como os fornos de convecção ou turbo, esses equipamentos oferecem recursos adicionais.

Eles possuem vapor, ar quente ou uma combinação de ambos (daí o seu nome). Com isso, podem assar, grelhar, gratinar, fritar, cozinhar, refogar, regenerar e cozinhar no vapor alimentos em um só equipamento.

Curiosamente, além da precisão dos sensores internos do forno, esses equipamentos contam com uma sonda de núcleo que, uma vez inserida no interior do produto, também monitora o cozimento. Isto é, elimina problemas com produtos mal assados ou que passaram do ponto e também garantindo a temperatura de segurança exigida pela vigilância sanitária. Isso é especialmente importante quando se trata de proteínas.

Outra vantagem é o nível de automação desses equipamentos. Alguns modelos têm receitas pré-programadas de fábrica para diferentes tipos de alimentos. Por exemplo, sistemas de cocção múltipla e noturna, programações avançadas de receitas. Estes recursos controlam o preparo sem a necessidade de monitoramento contínuo por um operador, e alguns até têm gerenciamento remoto via Wi-Fi em plataformas específicas.

Aqui está algo muito legal: você já tentou limpar um forno após cozinhar algo muito gorduroso? Com o forno combinado, isso não é mais um problema, pois eles contam com limpeza automática. O operador só precisa colocar pastilhas do produto de limpeza dentro da câmara, fechar a porta, acionar a limpeza no painel e o forno faz todo o trabalho sozinho.

Restaurantes, cozinhas profissionais e industriais, bem como outros empreendimentos que precisam produzir refeições completas, utilizam amplamente os fornos combinados devido a essas características.

Conclusão

Em conclusão, o forno combinado e de convecção são profissionais e têm diferenças significativas em relação à sua utilização em diferentes tipos de empreendimentos do ramo da alimentação. Enquanto o forno de convecção é comum em padarias, em uma cozinha profissional, o forno combinado é mais versátil e pode substituir até 90% dos equipamentos.

Ambos são diferentes de um forno doméstico e possuem recursos específicos para o preparo de alimentos em larga escala. É importante considerar as necessidades do seu empreendimento e escolher o equipamento adequado para garantir a eficiência e qualidade na produção.

Por fim, conheça os fornos lastro, que são também ideais para panificão e confeitaria e o conceito de “Frente de loja” com os fornos vitrine que te ajudam a vender mais! Continue a leitura.

Tags:
Deixe um comentário

error: Content is protected !!