Limpeza e manutenção de equipamentos: a prevenção dos problemas

Powered by Rock Convert

A satisfação de um cliente é reflexo de vários fatores. Um deles é justamente a adequada manutenção dos equipamentos, pois quando os mesmos funcionam adequadamente, os produtos são feitos com qualidade, trazendo satisfação aos consumidores.

Para manter a qualidade no que é servido, um empreendimento de alimentação precisa sempre realizar a manutenção de equipamentos para servir com agilidade e sem parar, ao passo de evitar contaminações ou sabores desagradáveis nos pratos.

É nesse momento que práticas adequadas devem ser adotadas, desde o uso correto dos produtos de higienização até as correções preventivas. De olho no sucesso do seu negócio, elaboramos este post com orientações imperdíveis. Confira!

Como deve ser feita a higienização dos equipamentos?

Uma correta higienização de equipamentos para a produção de alimentos deve seguir um roteiro bem definido, que contempla os seguintes passos:

  • remover as sujeiras sólidas com espátula plástica;
  • recolher os resíduos com um pano de algodão úmido;
  • utilizar uma esponja macia não abrasiva (lado amarelo), com detergente neutro sem corantes ou aromas;
  • utilizar desincrustante alcalino a base de hidróxido de sódio, em caso de equipamentos que sofrem queima de gorduras, também sem corantes ou aromas; e
  • remover todo o produto residual.

E a escolha dos produtos também deve ser rigorosa, pois existem os específicos para limpeza. Os de uso profissional são diferentes dos produtos domésticos, pois seguem recomendações que evitam as contaminações. Entre elas, podemos citar o não uso de aromas ou cores atrativas.

Tratam-se de materiais concentrados e com dosagem específica. O rendimento é alto, assim como o custo, mas os resultados são altamente eficazes, compensando o investimento.

Qual deve ser a periodicidade das limpezas?

Alimentos devem ser sempre bem acondicionados, e os equipamentos devidamente limpos todos os dias. Ou seja, a periodicidade das limpezas é contínua em uma cozinha.

Esse cuidado é uma prática essencial não só para atender às exigências da Vigilância Sanitária, como também para manter a qualidade dos produtos servidos aos clientes.

Portanto, faça uma faxina diária completa, que atinja ainda os ambientes, os utensílios, os equipamentos e as áreas internas e externas do empreendimento.

Assim, é importantíssimo manter a higiene em primeiro lugar. É preciso ter cuidado constante com o lixo. No caso de coleta seletiva, ela tem que ser monitorada e feita com frequência. O lixo orgânico também precisa de cuidados. Além disso, métodos ultrapassados devem ser eliminados. Um exemplo é o uso de pano de chão, que a sugestão é substituí-lo por esfregão giratório.

Qual é a importância da manutenção de equipamentos?

Um equipamento danificado pode representar um grande prejuízo, gerado por horas ou até dias de produção parada. Por isso, a manutenção de equipamentos é de suma importância para evitar que esses apresentem defeitos e parem de produzir.

Dentro dessa realidade, a empresa deve instaurar uma cultura de valorização da qualidade e da manutenção preventiva de equipamentos, para gerar resultados sempre constantes e de qualidade.

Um bom começo é direcionar o investimento a equipamentos produzidos por companhias que oferecem garantia, assistência técnica de primeira e programas de manutenção preventiva.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Quais os riscos para quem não faz a manutenção?

Empresas que não priorizam a manutenção de equipamentos correm sérios riscos, principalmente de perdas financeiras. Isso porque quando uma máquina quebra, são necessários consertos mais longos, complexos e que, além de pararem a produção por mais tempo, são mais caros.

Para evitar isso, a resposta está em uma manutenção preventiva. Nela, técnicos treinados e autorizados comparecem à unidade da empresa de tempos em tempos para analisar a integridade do equipamento e, se necessário, realizar reparos, tudo em um horário que o negócio não esteja em funcionamento.

Outra dica importante é sempre ler o manual de instrução, que explica ainda como realizar uma instalação de qualidade. No caso da Prática, essa preocupação é algo menor, já que a maior parte dos equipamentos conta com técnicos para a instalação, uma garantia de um ano e assistência autorizada.

Para a sua empresa evitar prejuízos, também é bom sempre optar por equipamentos de qualidade e alta resistência, como os produzidos em aço inoxidável.

Um equipamento mais robusto, que suporte cargas maiores da produção contínua do sistema profissional comercial, também é fundamental. Existem muitos no mercado, mas poucos se encaixam no perfil do uso intenso da rotina de uma produção em escala.

Além disso, os operadores dos equipamentos também devem receber capacitações, atendendo às exigências dos manuais, indo desde a instalação até o uso diário. Assim, a segurança será valorizada.

Quais são os problemas causados pela falta de manutenções?

Fora o aspecto financeiro, como já citado anteriormente, a falta de manutenção e de análise periódica da integridade dos equipamentos traz inúmeros problemas em uma empresa, tais como:

  • queda no desempenho do equipamento;
  • comprometimento da produtividade;
  • atrasos nos processos;
  • comprometimento da qualidade;
  • insatisfação dos clientes;
  • riscos à segurança do trabalhador;
  • maior consumo energético;
  • custos maiores;
  • comprometimento da matéria-prima;
  • perda de tempo;
  • queda na durabilidade do equipamento;
  • dificuldade de venda.

Além disso, é preciso sempre fazer manutenções preventivas nos equipamentos, garantindo que os processos sejam cumpridos à risca.

Ao trocar peças e manter os sistemas em pleno funcionamento, falhas serão evitadas, fazendo com que os produtos estejam sempre nos padrões de qualidade, aspecto fundamental para garantir a satisfação dos clientes.

Quais são os sinais de que um equipamento está comprometido?

À primeira impressão, vemos que um equipamento está comprometido por conta de sua estrutura mal apresentada. Ele também emite ruídos, para de funcionar constantemente, apresenta amassados e tem um mau cheiro, como o de queimado.

Os vazamentos são constantes e as instalações precárias. Por isso, a manutenção preventiva é importantíssima.

É necessário ainda verificar se o equipamento tem sofrido perda de desempenho e produtividade. Indicamos também que o operador seja devidamente conscientizado para avisar sobre qualquer problema logo que apresente os primeiros sinais.

Seguindo as nossas dicas sobre manutenção de equipamentos, certamente a sua empresa manterá o nível de excelência. Portanto, escolha sempre produtos de qualidade e de companhias que tenham credibilidade no mercado.

Viu como a manutenção pode aumentar a rentabilidade do seu negócio? Se você quiser comprar equipamentos de primeira e com uma consultoria técnica de qualidade, entre em contato agora mesmo com a nossa equipe!

Powered by Rock Convert

Facebook Comments

Deixe um comentário