Marcio Rodrigues fala sobre capacitação de colaboradores

Marcio Rodrigues explica por que investir na capacitação dos colaboradores

Marcio Rodrigues

A capacitação de colaboradores é um investimento de grande importância para qualquer organização, e isso não é diferente nas áreas de gastronomia, confeitaria e panificação. Investir nos profissionais que trabalham no seu negócio é uma forma de melhorar a qualidade dos produtos e serviços, aumentar a satisfação dos consumidores e ainda valorizar seus colaboradores.

Mas como dar os primeiros passos para essa capacitação? Nós conversamos com Marcio Rodrigues, CEO da Márcio Rodrigues & Associados, administrador de empresas, pós‐graduado em Gestão Empresarial e consultor no mercado de panificação, alimentação e confeitaria para entender por onde começar. Confira nosso papo.

Prática: Por que a capacitação de pessoas é tão importante para o ramo da gastronomia e da panificação?

Marcio Rodrigues: Um dos fatores mais importantes para o sucesso do empreendimento é a qualidade dos produtos e serviços que são entregues. Portanto, a capacitação é fator determinante para uma entrega de excelência.

De forma estratégica, a capacitação tem um efeito direto em relação ao nível de produtividade da equipe, devendo ser aplicada com visão a curto e longo prazo.

Prática: Como o empreendedor pode dar os primeiros passos nessa capacitação?

Marcio Rodrigues: Eu entendo que, hoje, a capacitação está acessível em todos os níveis. Você tem as entidades que oferecem cursos e capacitação, como o SENAI, o SEBRAE, Entidades de Classes e Empresas de Consultoria.

Muitos dos treinamentos podem ser online, o que trouxe a democratização e o acesso ao conhecimento. Independentemente de onde a empresa estiver localizada é possível capacitar a equipe com excelentes profissionais de mercado.

Hoje, há ainda treinamentos na Área de Gestão de Pessoas, Gestão da Produção, Atendimento ao Cliente, Administrativo Financeiro e todo o suporte necessário. Há também a assertividade dos treinamentos presenciais que conferem maior qualidade às receitas e desenvolvimento de novos produtos.

Prática: A capacitação pode ajudar a resolver que tipos de problemas no estabelecimento?

Marcio Rodrigues: A capacitação permite que os produtos e serviços tenham mais qualidade e gera uma gama de resultados pontuais, como redução da rotatividade, queda das reclamações quanto a qualidade dos serviços prestados, melhoria do atendimento, otimização da operação e também do ponto de vendas.

Prática: E quanto a rotatividade? Você vê a capacitação como uma alternativa de retenção de pessoas?

Marcio Rodrigues: Sim, o Programa de Desenvolvimento abrange tanto o nível comportamental quanto o técnico. Dessa forma, ele retém as pessoas na empresa pela possibilidade de crescimento profissional e pessoal. Isso aumenta o envolvimento do colaborador com a empresa.

Prática: Quais as suas dicas para quem deseja começar a priorizar o capital humano?

Marcio Rodrigues: Primeiro, entenda que uma empresa é formada por processos e pessoas. E, com isso, é importante investir em capacitação, que deve começar primeiramente pelos líderes.

A seguir, ela deve evoluir para toda a equipe. No caso dos líderes, a empresa precisa ser transformada em um propósito, para que cada membro da equipe engaje e faça sua parte. Feito isso, toda a equipe estará alinhada em relação aos propósitos e valores da empresa na qual está inserida.

Prática: O ensino a distância é uma boa opção para empresas no ramo da gastronomia e panificação?

Marcio Rodrigues: Sim, hoje já há disponíveis Programas de Capacitação bem amplos e ministrados via internet: com aulas gravadas, palestras ao vivo, conteúdo dinâmico, interação entre diferentes estados (e até mesmo países) e muito mais.

Há um arsenal acessível tanto em nível territorial quanto financeiro, pois com planejamento é perfeitamente possível aplicar a capacitação em todos os setores da empresa. Independentemente de onde a empresa está, mesmo distante dos grandes centros urbanos, ela pode ser alcançada a partir da decisão dos gestores.

Há todo treinamento necessário e com profissionais de altíssima competência e experiência de mercado, com os quais é possível elevar a empresa a novos patamares.

Prática: Como entender se os investimentos em capacitação estão gerando frutos para a empresa?

Marcio Rodrigues: Com um olhar totalmente estratégico: alguns indicadores na área de Gestão de Pessoas trazem o reflexo e são fatores-chave a serem observados.

Como a rotatividade, que fechando inferior a 20% do número de postos representará uma evolução positiva. Outro ponto de análise é a diminuição das reclamações de clientes, principalmente nos dias atuais, nos quais tudo é reverberado na internet.

Somado a isso, a qualidade dos produtos e serviços e a operação mais eficiente são termômetro dos resultados de um correto Programa de Capacitação.

Gostou da conversa? Confira também como utilizar a gestão de pessoas para construir equipes mais felizes e eficientes.

Deixe um comentário